OK
Close

Ações tentam atrair clientes

Santa Bárbara d'Oeste

ANDRÉ ROSSISANTA BÁRBARA D'OESTE | 29/03/2016-22:52:25 Atualizado em 29/03/2016-23:08:11
TODODIA Imagem
GRAZIELA VIANA | Lojista aposta nas promoções

Para combater a recessão econômica e fomentar o comércio na cidade, a Acisb (Associação Comercial e Industrial de Santa Bárbara d'Oeste) já articula as ações para o Dia das Mães, no dia 8 de maio, e para o Dia dos Namorados, em 12 de junho. A ideia é repetir a fórmula utilizada em anos anteriores, com sorteio de prêmios para os clientes que adquirirem produtos no comércio local.
De acordo com o presidente da Acisb, Roberto Bonamin, a organização dessas campanhas começou mais cedo esse ano para combater os efeitos da recessão econômica que atinge o país. "Já estamos trabalhando para organizar essas duas primeiras campanhas. (...) O comércio está sentindo um pouco a recessão, mas ainda tem um bom desempenho. Os shoppings tem bom movimento, a revitalização da área central agradou os lojistas, então queremos manter os bons resultados", explicou.
As campanhas para 2016 seguirão o mesmo estilos das realizadas no ano passado. O consumidor receberá um cupom promocional a partir de determinado valor de compras e concorrerá ao sorteio de diversos prêmios.
"Estamos organizando quais serão os prêmios e fechando os pacotes das campanhas com os comerciantes. Depois, já iniciaremos a divulgação", informou Bonamin.
A proprietária da loja de roupas Dona Margarida, Graziela Viana, acredita que as campanhas são importantes para movimentar o comércio. "Tudo que agrega é bem vindo porque hoje, como estão difíceis às vendas, tudo que você faz a mais pelo cliente é vantajoso. Acaba sendo mais atrativo para os clientes comprarem na cidade, por isso acredito que é importante (as promoções)", afirmou.
A opinião é compartilhada pela proprietária da Via Fashion, Jaqueline Maria de Matos. "Estou com o comércio aqui há três anos. É importante sim essas promoções para lidar com a crise", disse.
Já a dona da Transparenzza Lingerie, Elizete Aparecida Rodrigues, espera que as campanhas sejam mais elaboradas do que as anteriores. "Tem que ter ideias inovadoras para incentivar as pessoas a comprar. Só cartazes e prêmios não atraem as pessoas. (...) Sempre participo das campanhas da Acisb, mas não vejo muito resultado", relatou.