OK
Close

Trinta anos de esperanças

Santa Bárbara d'Oeste

ANDRÉ ROSSISANTA BÁRBARA D'OESTE | 29/03/2016-22:52:20 Atualizado em 29/03/2016-23:07:12
Matheus Reche | TODODIA Imagem
SONHO | Família aguarda a realização de adquirir a casa própria há 30 anos

Conquistar a casa própria é um sonho na família da chapeira Roseli Aparecida Xavier da Silva há duas gerações. Tudo começou com o pai dela, que se inscreveu na década de 1980 para tentar ser beneficiado com uma casa popular da prefeitura. Ele morreu sem conquistar este objetivo.
Em 1999, a própria Roseli fez o cadastro municipal e vem esperando por uma oportunidade desde então. Agora, 17 anos depois, o sonho está mais próximo de ser realizado. A chapeira foi uma das pessoas selecionadas para adquirir uma das 1.360 moradias do Residencial Joias de Santa Bárbara, empreendimento em construção na zona leste da cidade, entre os bairros Planalto do Sol 2 e Terras de São Pedro.
Apesar da alegria inicial, Roseli tenta manter os pés no chão. "A gente fica feliz, né, mas também na dúvida. Será que vai dar certo? É tanta burocracia. No último programa habitacional nós fomos selecionados, mas não chamaram. Será que dessa vez vai? Graças a Deus meu nome está limpo, tudo nos conformes, então espero que dê certo", comentou.
Atualmente, Roseli mora com o esposo Humberto Oliveira da Silva, 41, e com a filha Emanuelle, de 9 anos, no fundo da casa da sogra, no bairro Jardim São Fernando. "Onde eu moro sempre dava enchente, alagava tudo. Agora melhorou um pouco, porque a prefeitura mexeu na estrutura das ruas aqui. (...) Espero que dê tudo certo e que a gente consiga a casa", disse.
A lista de chamamento foi divulgada pela Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste no dia 22 de março. Das 1.360 moradias, 1.224 são para os inscritos no Cadastro Habitacional do Município e 136 para servidores públicos que obedeceram aos critérios estabelecidos pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, da categoria Faixa 2.
Entre os critérios prioritários estão os casos de famílias com residência estabelecida há, no mínimo, cinco anos na cidade, famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar e famílias que tenham pessoas com deficiência física ou necessidades especiais.
De acordo com a Prefeitura de Santa Bárbara, os empreendimento da Faixa 2 geralmente são colocados à venda no mercado aberto. Entretanto, foi firmado um acordo entre o município, a HM Engenharia, empresa responsável pela construção das moradias, e a Caixa Econômica Federal, com o objetivo de priorizar as pessoas inscritas no Cadastro Habitacional da Prefeitura.
Os interessados não poderão possuir imóvel em seu nome e não poderão possuir restrições cadastrais em seu nome ou em nome de qualquer membro que compõe a renda, tais como SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) , Serasa, Receita Federal, entre outros.
A documentação necessária está disponível no site da prefeitura, que é o www.santabarbara.sp.gov.br. Os selecionados devem apresentar os documentos até dia cinco de abril no plantão da HM Engenharia, que fica na Rua Argeu Egídio dos Santos. A data e o horário para a apresentação também pode ser consultada no site.