OK
Close

Trem descarrila em área onde ocorreu tragédia de 2010

Cidades

Autor: THOMAZ FERNANDESAMERICANA | - 13/04/2015-21h10 - Atualizado em 14/04/2015-00h53
Claudeci Junior | TODODIA Imagem
Claudeci Junior | TODODIA Imagem
ALL informou que as causas do descarrilamento estão sendo apuradas

Cinco vagões de trem descarrilaram na tarde de ontem na passagem de nível da Rua Carioba, em Americana, no mesmo local da tragédia que matou dez pessoas em 2010. O veículo estava carregado de soja e vinha do Mato Grosso em direção a Santos. Ninguém saiu ferido, mas houve danos à linha férrea.
O acidente aconteceu por volta de 15h. O trem de 80 vagões passava pela cidade quando o porteiro que cuida da cancela da Rua Carioba percebeu o descarrilamento e informou ao maquinista por rádio. Parte dos dormentes foram quebrados, assim como um pedaço de trilho. Uma mola foi encontrada no local e pedras foram jogadas pelo entorno da ferrovia.
Sem poder avançar ou retroceder, o trem ficou até o fim do dia parado, até que funcionários da empresa soltassem os vagões que não saíram do eixo, e também a locomotiva, para seguir viagem. Os vagões descarrilados foram recolocados nos trilhos e, segundo a concessionária que administra o local, a ALL (América Latina Logística), a viagem seguiu.
A ALL informou por meio de assessoria de imprensa que o comitê de segurança da empresa está apurando as causas do acidente.
No mesmo ponto do descarrilamento de ontem, um trem arrastou um ônibus urbano e causou a morte de dez pessoas em 2010.
Na época, não havia cancela no cruzamento entre rua e linha de trem e o ônibus atravessou a passagem de nível ao mesmo tempo que o trem. O motorista Alonso de Carvalho foi condenado por homicídio culposo, e a pena foi convertida em serviços comunitários.
Na época, uma buzina e sinalização de luz anunciavam a chegada do trem para que os veículos parassem. Atualmente carros não têm acesso à linha durante a passagem da locomotiva, mas ainda hoje pedestres conseguem atravessar pela linha do trem em diversos pontos, pela falta de proteção em área lateral à rodovia.