OK

Acesse

Close

População aprova a criação de distritos

Eleições 2014

Autor: LUIZA PELLICANI CAMPINAS | - 05/10/2014-22h47 - Atualizado em 06/10/2014-01h36
Matheus Reche | TODODIA Imagem
Matheus Reche | TODODIA Imagem
Limite entre regiões de Ouro Verde e Campo Grande, em Campinas, eleitas distritos da cidade

Em plebiscito, a população de Campinas aprovou ontem a criação dos distritos para as regiões do Ouro Verde e do Campo Grande. Com placar apertado, a apuração do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) terminou por volta das 20h20, apontando que, entre os votos válidos, 54,15% são favoráveis à criação do distrito do Ouro Verde, e 53,84% ao do Campo Grande.
Com a aprovação, um projeto de lei deve ser apresentado para a criação dos distritos.
Os dois somam-se aos distritos de Barão Geraldo, Joaquim Egídio, Sousas, Nova Aparecida, deixando Campinas com seis unidade de subprefeitura.
De acordo com a prefeitura, o Campo Grande, na região noroeste da cidade, possui 190 mil habitantes em 90 bairros, entre eles, Satélite Iris e Itajaí. Já o Ouro Verde, na região Sudoeste, tem 240 mil moradores distribuídos em 140 bairros, incluindo DICs, Vida Nova e o Aeroporto Internacional de Viracopos.
Essas duas regiões, juntas, somam 40% da população total de Campinas.
O vice-presidente da Associação de Moradores do Jardim Aeroporto, na região do Ouro Verde, João Pereira Pinto, 68, comemorou a aprovação, mas afirma que agora a necessidade será de fiscalização.
"As duas regiões são carentes de atendimentos como cartório e Corpo de Bombeiros por exemplo. O desafio é a criação dos distritos trazem mudanças e melhorias reais nas regiões", afirmou.
EXPECTATIVAS
O presidente do Conselho Regional das Associações Comunitárias da Região do Campo Grande, Raimundo Miranda dos Santos Filho, 43, afirma saber que a aprovação não significa melhorias imediatas, mas traz expectativa de mudanças.
"Para muitos pedidos a justificativa sempre foi a necessidade de uma região administrativa, mas agora isso não será mais válido. Agora vamos acompanhar de perto passo a passo da criação do distrito", afirmou.
SATISFEITO
O vereador Rafael Fernando Zimbaldi (PP), autor do projeto do plebiscito, se mostrou satisfeito com o resultado.
"Estamos trabalhando desde 2009 para a criação dos distritos. Tivemos muitos problemas por conta de boatos que os distritos seriam cabides de emprego e haveria aumento de impostos. O que é mentira", explicou.