OK

Acesse

Close

Omar admite abrir mão de ser cabeça de chapa

Cidades

11/06/2014-19h23 - Atualizado em 12/06/2014-01h05
Arquivo | TodoDia Imagem
Arquivo | TodoDia Imagem
Empresário Omar Najar se encontrou ontem com um dos dirigentes do PMDB

Segundo colocado nas eleições municipais de 2012, o empresário Omar Najar (PMDB) reafirmou ontem que colocou seu nome à disposição do partido, mas que abre mão de ser cabeça de chapa se outro candidato de confiança cumprir os compromissos de colocar a cidade, de novo, nos trilhos. Ele disse que não faz nenhuma questão de ser o candidato a prefeito. E defende que os partidos se unam pela cidade.

As discussões partidárias sobre a disputa das eleições suplementares estão em andamento. Ontem, Omar conversou com um dos dirigentes do partido, Ralph Biasi, que foi deputado federal de 1979 a 1983, ex-ministro da Ciência e Tecnologia no governo do presidente José Sarney e ex-prefeito de Americana, de 1973 a 1977.

Omar disse que respeita muito Biasi, por ser uma das forças do PMDB na cidade. Inclusive Biasi disse que iria apoiar Omar caso ele seja o candidato a prefeito. Agora, o diretório municipal será convocado para se reunir e ampliar as discussões sobre a sucessão municipal, para preenchimento do mandato tampão.

No entendimento de Omar, as obras prioritárias são conclusão do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, a ampliação da estação de captação de água e o Teatro Municipal Lulu Benencase.

Ao lado do PT, o partido de Omar foi o responsável pela ação eleitoral que culminou com a cassação do prefeito Diego De Nadai (PSDB) e seu vice, Seme Calil Canfour (PSB), sob acusação de abuso econômico durante campanha. | CC